Geral

Calendário eleitoral não sofre alteração e partidos buscam definir nomes para disputa proporcional em CDP

Se tem uma coisa que a pandemia de coronavírus não alterou foi o calendário eleitoral do TSE e um dos prazos mais bem observados no meio político está se esgotando, que é o prazo para filiação partidária de quem tem interesse em disputar uma vaga na eleição majoritária e proporcional. Esse prazo se encerra no dia 04 de abril.

O grupo ligado ao prefeito Magno Soares, que deverá disputar a reeleição já tem sua estratégia feita e exposta. O grupo terá coligação majoritária entre PT, PMDB e PV, os três partidos lançaram chapas para a disputa por vagas na câmara de vereadores.

O PT, partido do prefeito e que atualmente tem dois vereadores eleitos (Jonas Soares e Tomaz Almeida) e um suplente em exercício (Vildemar Soares), pretende lançar uma chapa com 12 candidatos, de acordo com Edmilson Abreu, que disputará uma das onze vagas no parlamento municipal.

Edmilson aguarda respostas de alguns convites que foram feitos e esse número pode aumentar. O MDB pretende lançar o número máximo de candidatos, sendo 11 homens e 6 mulheres. O partido realizou sua convenção no último dia 21 de março. O PV está se organizando para lançar 8 nomes, de acordo com o presidente Alberto Neto (Netão), cinco nomes já estão confirmados e espera algumas respostas.

A oposição vai fazer coligação majoritária entre Progressistas e PSD. O Progressistas em Castelo do Piauí incluirá os integrantes do Partido Socialista Brasileiro, o PSB. O vereador Marcelo Mineiro, que é filiado ao partido precisa se decidir se permanece, mudando a sua orientação de governista para oposicionista ou se filia a algum dos partidos da base do prefeito.

De acordo com o vereador Raimundinho Mineiro, o partido está estruturado e contará com muitos candidatos, ele disse ser possível lançar o número máximo previsto em lei, que é de 17 candidatos, sendo um terço destinado a candidaturas femininas. O Progressistas tem dois vereadores, o próprio Raimundinho Mineiro e Adalberto Neirane.

O PSD lançará seus dois vereadores, Milton Maia e Nilso Feitosa para disputar a reeleição e vai apresentar nomes que estão afastados, mas que pretendem retornar como Raimundo Nascimento Júnior (JR), que já foi presidente da Câmara e vice-prefeito, assim como o ex-vereador Júnior do Zezé.

O partido também lançará candidaturas fvemininas competitivas, um dos nomes apresentados é da educadora física Deusilene Marques, esposa do empresário Lalá Cardoso que já foi vereador e vice-prefeito do município.

Até o dia 4 de abril algumas mudanças podem acontecer, mas o quadro mais provável é esse. No caso da não realização das eleições em 2020 o jogo zera e poderemos ter mudanças, inclusive com impacto nas candidaturas majoritárias, pois o ex-prefeito Zé Maia teria tranquilidade para trabalhar seu nome sem se preocupar com pedidos de impugnação.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!