Geral

Castelo foi a cidade do Piauí que registrou o maior volume de chuva nesse início de semana

A passagem de uma frente fria pelo sul da Bahia estimulou uma mudança na circulação dos ventos em diversos níveis da atmosfera. A umidade voltou a se espalhar por áreas do interior nordestino permitindo a formação de nuvens carregadas e a chuva foi volumosa nas últimas 24 horas. O risco de temporais permanece alto pelo menos nos próximos dois dias.

Segundo informações do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), choveu 62 mm em Correntina (BA), 46,2 mm em Estreito (MA) e 43 mm no município de Castelo do Piauí (PI), entre às 9 horas da segunda-feira (15) e às 9 horas desta terça-feira (16). Várias cidades do interior da Bahia, do Maranhão e do Piauí, acumularam volumes entre 30 a 45 mm de chuva. Considerando o volume de chuva a partir de sábado (13), o total acumulado em Castelo do Piauí foi de 58 mm.

Veja abaixo os maiores volumes de chuva registrados no Nordeste em 24 horas:

A previsão é de mais chuva e temporais sobre o centro-sul do Maranhão, centro-sul do Piauí, centro-oeste e norte da Bahia e o sertão de Pernambuco. Todas essas áreas poderão ser beneficiadas por chuva com acumulados expressivos, acima de 30 mm.


O aumento da umidade também vai favorecer a ocorrência de algumas pancadas de chuva pelo interior do Ceará, do Paraíba, de Sergipe e Alagoas, além da capital Teresina, no Piauí nos próximos dias.

 

O Rio Grande do Norte é o único estado que não deve receber chuva nos próximos dias, apesar do aumento da umidade pelo interior do Nordeste. O litoral também segue a tendência de pouca ou nenhuma chuva. Algumas áreas poderão ter rápidas pancadas de chuva, mas em geral de fraca intensidade. Fortaleza (CE) e Natal (RN) ficam com a menor possibilidade de chuva.

 

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!