Geral

Com resultados distintos, nenhum instituto de pesquisas errou em Castelo do Piauí

Resultado final

Apesar das duas pesquisas eleitorais registradas em Castelo do Piauí apresentarem resultados adversos, nenhum dos dois institutos errou o resultado, dentro dos parâmetros técnicos estipulados nos registros junto ao TSE.

O Instituto Opinar deu como resultado a intenção de 52% dos eleitores de votar no prefeito reeleito Magno Soares e de 42% de intenção para o candidato do Progressistas Osmano Moura, além de 6% que não responderam em favor de nenhum dos dois. Excluindo esses 6% o resultado da pesquisa apontava em votos válidos 55,3% para Magno Soares e 44,7% para Osmano Moura. Portanto no resultado final que apontou 50,95% para Magno Soares e 49,05% para Osmano Moura, os dois oscilaram dentro da larga margem de erro do instituto que era de 5,62%.

A outra pesquisa registrada realizada no município foi feita pelo Instituto Qualitativa, que segundo alguns sites de notícias seria tendencioso a apresentar resultados favoráveis ao senador Ciro Nogueira, que apoiava o candidato Osmano Moura. De acordo com o instituto, o candidato Osmano Moura teria 48% das intenções de votos contra 41% do prefeito Magno Soares, porém o instituto apontou que 6% dos eleitores não responderam e 5% pretendiam anular o voto. Considerando isso, em votos válidos teríamos um resultado próximo de 54% para Osmano Moura e 46% para Magno Soares, também dentro da grande margem de erro de 5,6%.

Outro ponto que deve ser considerado é as regiões pesquisadas que podem favorecer um dos dois candidatos em uma disputa acirrada. Do ponto de vista técnico os institutos não erraram embora possa ter havido algum direcionamento no sentido de influenciar o eleitor indeciso e o volátil. A minha análise diante dos dados divulgados e considerando a abrangência das regiões consultadas é que o resultado era imprevisível com um favoritismo do prefeito, o que de fato se concretizou.

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!