Veja um raio X completo do resultado da eleição geral em Castelo do Piauí

A eleição realizada em todo o Brasil durante o dia de ontem deixou uma mensagem clara em todo o Brasil, o desinteresse do eleitor pela política. O índice de abstenção foi muito alto, mesmo tendo diminuído em relação a algumas eleições suplementares realizadas recentemente. Através desse artigo farei uma análise baseada nos resultados do recado deixado pelas urnas nessa eleição que termina abrindo espaço para a discussão da eleição municipal de 2020, pois no Brasil se termina uma eleição pensando em outra.

Do total de 15.207 eleitores aptos a votar em Castelo do Piauí, o comparecimento foi de 78,71% o que corresponde a 11.970 eleitores. Uma abstenção considerada ainda alta para um município que teve recadastramento. Em todo o estado o comparecimento foi bem melhor, atingindo 84,29% do eleitorado apto a votar.

Podemos destacar que o resultado para governador demonstra a força política do atual prefeito, Magno Soares. O candidato reeleito em primeiro turno, Wellington Dias, obteve no município 5.626 votos, superando todos os outros candidatos. O candidato apoiado pelo grupo do ex-prefeito Zé Maia, o tucano Luciano Nunes obteve 2.451 votos e Dr. Pessoa, que foi apoiado por lideranças também ligadas ao grupo de oposição e pelo atual vice-prefeito, Daniel Machado, obteve 2.051 votos. A maioria de Wellington Dias sobre todos os outros candidatos juntos foi de 783 votos. Esse resultado não pode ser considerado um espelho fiel do resultado que deverá ocorrer na próxima eleição, até por que numa eleição de governador muitas variáveis são levadas em conta, mas mostra que diferente do que é pregado insistentemente por setores oposicionistas, o prefeito está com uma boa aprovação.

O resultado de senador, que colocou Wilson Martins bem próximo do primeiro colocado, o senador reeleito Ciro Nogueira, pode ser creditado ao apoio do ex-prefeito Zé Maia e do PSB local e também como um voto de reconhecimento pelo trabalho de Wilson Martins na cidade quando foi governador. Ciro Nogueira recebeu o voto de 5.663 castelenses e Wilson Martins de 5.065 eleitores do município. Logo em seguida veio Marcelo Castro, apoiado pelo prefeito, com 4.821 votos e Robert Rios com 2.494 votos.

Para deputado estadual, pode se destacar o crescimento de João de Deus, que em 2014 obteve 1.320 e passou para 1.821 votos, um incremento de votos absolutos de 501 sufrágios e em termos percentuais o salto foi de 12,22% para 16,27%. Um fato que pode ser observado é que alguns vereadores e lideranças do Partido dos Trabalhadores votaram em outros candidatos, assim como lideranças políticas aliadas ao prefeito, o que demonstra uma cristalização forte de votos indicados por Magno e seu grupo político mais próximo. Inversamente, o candidato Zé Santana teve sua votação reduzida de 1.459 votos para 1.251, o que é bem natural, pois naquela ocasião os seus apoiadores estavam no comando do poder municipal e hoje são oposição.

Fora desse pelotão inicial, se tem a votação do candidato Flávio Nogueira Jr, que contava com o apoio do presidente do legislativo municipal, Jadeilson Pereira e do ex-prefeito JR. Flávio Jr alcançou 755 votos. Numa situação em que dois grupos distintos apoiam o mesmo deputado não há como mensurar a contribuição de cada apoio, mas é certo que esse grupo que apoiou o deputado pedetista mostrou uma certa força.

O deputado Wilson Brandão foi o quarto mais votado no município com 655 votos. O apoio ao deputado Brandão partiu do vereador licenciado, Raimundinho Mineiro e o grupo do PSB mais ligado a ele, como a suplente de vereadora Lúcia Helena. Brandão também teve o apoio do ex-vereador Marcone Belé. Mesmo em quarto lugar, o resultado não foi o esperado pela força e tamanho do grupo. Assim como na situação explanada anteriormente é difícil determinar a contribuição de cada grupo na composição de votos do candidato.

Mardem Menezes, apoiado pelo vereador e ex-presidente da Câmara de Vereadores, Neirane Carvalho e o suplente de vereador Douglas Soares, ficou na quinta colocação com 507 votos, exatamente 100 votos a menos que a eleição anterior, mas mesmo assim um bom resultado, diante da concorrência bem maior nesse pleito. Neirane e seu grupo com esse resultado consegue se destacar dentro do grupo que faz oposição ao prefeito Magno.

Em sexto lugar, o candidato Júlio Arcoverde foi uma das grandes surpresas dessa eleição. o progressista foi apoiado pelo suplente de vereador, Anderson Lima, atual secretário de uma secretaria que contempla turismo, esporte e lazer. Talvez a exposição dele nas diversas realizações da sua pasta e o trabalho durante a campanha podem explicar o resultado positivo obtido pelo seu candidato que atingiu 487 votos.

Ziza Carvalho foi o sétimo deputado estadual mais votado em Castelo do Piauí. o candidato petista que foi secretário estadual do meio ambiente contou com o apoio do vereador Josimar. Ziza obteve 360 votos.

Em oitavo lugar ficou o deputado Fernando Monteiro, que tinha o apoio do vice-prefeito Daniel Machado, que montou um grupo com diversas lideranças, entre elas o conselheiro tutelar Jean Mineiro que deu uma boa votação na sua região, Buriti do Sobrado. Por ter um grupo grande e uma liderança reconhecida, que é vice-prefeito e diretor do hospital da cidade, o resultado pode não ter correspondido a expectativa, mas deve ser considerado um bom resultado também. Monteiro obteve 357 votos.

Outra surpresa positiva foi a votação do candidato Henrique Pires, apoiado pelo suplente de vereador João Pedro. O ex-presidente da FUNASA obteve uma votação muito boa no município de Castelo do Piauí, alcançando 311 votos, mesma votação obtida pelo candidato do vereador Anísio Pato, o deputado estadual reeleito, Firmino Paulo.

Com 308 votos para a deputada estadual Janaina Marques, o vereador Vildemar mostra que tem capital político para renovar seu mandato. Mesmo sem contar com o apoio integral da família, transferiu um bom número de votos para a deputada do PTB.

O deputado estadual Limma foi apoiado em Castelo do Piauí pelo secretário de agricultura Jonas Soares e alcançou 296 votos. Por um problema de saúde com seu pai, que acabou falecendo, Bebé, como é conhecido o secretário, não pode se dedicar de forma mais atuante na campanha, talvez o que justifique a votação um pouco abaixo do esperado.

Mais votado em todo o estado, com votação recorde, o deputado estadual Georgiano, apoiado pelo vereador Rossi Melo, obteve 268 votos e ficou em 12º lugar no município, dentre os deputados estaduais.

A primeira dama de Teresina, Lucy Soares, foi apoiada em Castelo do Piauí pela suplente de vereadora Ana Félix e conseguiu atingir a marca de 252 votos o que lhe garantiu o 13º lugar.

O deputado estadual Fábio Novo que foi secretário estadual de cultura obteve 205 votos em Castelo do Piauí. Novo contou com o apoio do suplente de vereador Dr. Kelson. 

Paulo Martins, ex-prefeito de Campo Maior e ex-deputado estadual, mesmo sem o apoio de nenhum político de mandato ou que tenha disputado as últimas eleições municipais, obteve 157 votos, exatamente 20 votos a mais que o candidato votado pelo vereador Marcelo Mineiro, que não capitalizou os votos por ter se posicionado contra o prefeito na votação do projeto de mudança  do regime de previdência. Marcelo Mineiro apoiou Gustavo Neiva que obteve em Castelo do Piauí, 137 votos e foi o único deputado eleito no estado pelo PSB.

Para deputado federal, a deputada Rejane Dias teve um crescimento considerável e o grupo liderado pelo ex-prefeito Zé Maia manteve a média da eleição de 2014. Rejane Dias que foi apoiada em 2014 pelo então vereador Magno Soares, havia alcançado o quarto lugar com 1086 votos e nessa eleição dobrou a votação absoluta, atingindo 2127 votos, apoiada pelo agora prefeito Magno. Júlio César manteve a média, tendo tido 2293 votos em 2014 e agora 2113. 

O líder político Edmilson Abreu novamente apoiou Merlong Solano e mesmo não tendo disputado a eleição de 2016, Edmilson preservou seu capital eleitoral e conseguiu para o seu indicado o total de 1168 votos, o que pode ser considerado como uma votação bastante expressiva.

Em quarto lugar na disputa para a Câmara Federal em Castelo ficou Flávio Nogueira que tinha diversas lideranças apoiando, como Jadeilson, JR e João Pedro Cardoso. Flávio Nogueira atingiu marca superior a mil votos, precisamente 1121 votos.

O deputado federal Atila Lira viu sua votação no geral se reduzir a um terço de 2014 e em Castelo do Piauí o candidato também sofreu uma redução, principalmente pela perda de muitos apoios que teve em 2014 como os vereadores Jadeilson, Neirane e Reginaldo. Átila obteve nesse pleito 863 votos, contando nessa eleição com o apoio de lideranças locais do PSB, como o vereador licenciado Raimundinho Mineiro e os suplentes Izanyo Pinheiro e Lúcia Helena, além do suplente de vereador e secretário municipal, Anderson Lima.

Com 576 votos, o Capitão Fábio Abreu ficou em sexto lugar, ele conta com o apoio no município de Castelo do Piauí, do vereador Rossi Melo. Na sétima colocação ficou a candidata Margarete Coelho, que contava com o apoio do vice-prefeito e diretor do Hospital Nilo Lima, Daniel Machado. Em oitavo lugar ficou Marcos Aurélio Sampaio, filho do presidente da ALEPI, Themístocles Filho. Marcos Aurélio foi candidato na vaga de Marcelo Castro que não disputou a reeleição e foi eleito senador. Sampaio foi apoiado pelo ex-vereador Denor. Os (as) outros (as) candidatos (as) votados (as) no município tiveram abaixo de 200 votos e não tinham lideranças específicas trabalhando por eles (as).

 

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!